VENCENDO AS OBRAS DA CARNE

Posted by Luiz Carlos Dalbem on 12:27
Vencendo as obras da carne         (Gálatas 5:19-23)
Você, como alguém que nasceu de novo, que crê que vai para o Céu, que é salvo, seu compromisso é com o seu espírito e não com a sua carne.
Isso implica em travar uma guerra ferrenha com a natureza pecaminosa e com o inimigo das nossas almas: o diabo.. Galatas 5: 16ª18
Você é muito mais do que vê e imagina, quando n

ão dá vazão às obras da carne. Voce e´o que Deus quer que você seja, com o Fruto de Espirito.
Cada filho recebe uma missão da parte de Deus. Você é espírito, possui uma alma e vive em um corpo. Você é exatamente o seu espírito. A Bíblia diz que o corpo volta para o pó, mas o espírito volta para Deus (Eclesiastes 12:7). Então, você é criação de destino, veio do Céu e voltará para lá. Você é peregrino nesta Terra, está de passagem no Planeta, não é permanente aqui. 
Contudo, apesar de não ser permanente nesta Terra, a Bíblia diz, no Salmo 08, que o homem é a coroa da criação de Deus.
Como criação de Deus, se não vivemos pela carne, satisfazendo as obras da carne, um dia nos encontraremos com Deus, com o nosso Criador. E, para isso, não podemos ser como Acã: Ter e guardar muitos entulhos na vida escondidos debaixo da capa. Acã praticou o pecado da desobediência, que por sua vez gerou rebeldia e que gerou a morte, não só dele, mas de toda família.Josue 7: 14 a 26 Não brinque com desobediência e rebeldia. Acã foi um homem que morreu com sua família e descendente, porque não resistiu às obras da carne. Quando viu uma capa babilônica que lhe chamou a atenção, roubou-a e guardou-a consigo, trazendo prejuízos ao povo de Israel (Josué 7). 
Só que o problema não é Acã morrer, como relata o texto bíblico, mas o juízo que ele estabelece para toda a geração e os seus descendentes.
 A Bíblia diz que Acã não morreu sozinho, mas com toda a geração e descendentes. Todos sofreram por causa da sua inadimplência espiritual. Deus havia dito que não deveriam tomar o despojo de guerra, e ele desobedeceu .Despozos  aqui é toda pratica de pecados, e principalmente aqueles que estão alojados na mente ou, todos aqueles que achamos estar escondido. (ninguém vê, mas, de Deus não vamos esconder nunca).
Quando nós temos argumentos debaixo da capa, os descendentes biológicos e espirituais sofrem todas as conseqüências da capa maligna que colocamos para tentar esconder o que mais cedo ou mais tarde ficará claro.
Precisamos ser encorajados para arrancar a capa e não permitir que nada fique escondido em nossas vidas, para que a família não seja prejudicada, e conseqüentemente, células  e toda Igreja , . Precisamos de libertação. Precisamos abandonar as obras da carne e viver pelo Fruto do Espírito (Gálatas 5:22,23). O diabo gosta de brechas e é por elas que ele entra..
O que está debaixo da sua capa? 
O que você guardou debaixo da sua capa? Talvez você nem saiba que possui uma capa. Mas, às vezes, estamos guardando, debaixo dela, coisas, situações, como se fossem despojo de guerra. Que tipo de guerra você se envolveu e para quem você guerreou? (Deus ou Satanás)  Muitos demonstram estar na Igreja, lutando ao lado do Pastor e demais lideres, mas o coração esta cheio de  projetos malignos, desejando ganhar um grupo para se aliarem ao seu projeto de divisão do Corpo de Cristo. A divisão é conseqüência de um aliciamento e manipulação. O rebelde vai colocando seus projetos aos poucos no coração de seus liderados. O diabo da sabedoria aos seus filhos.. Lc 16: 8 e 9
Precisamos ser consolidados no espírito e não na carne, porque somos homens de Deus, somos espirituais.
O nosso compromisso e a nossa seriedade precisam ser conhecidos por todos. A nossa essência é de ministros do Evangelho do nosso Senhor Jesus, o Cristo. (ministros são os que falam do evangelho independente do cargo ou função ) Nossa essência tem que ser inegociável. 
O diabo não pode roubar nossa essência espiritual porque é a única parte boa, é a riqueza boa que temos: a parte de Deus em nós.
Não temos nada de bom de nós mesmos. Tudo o que temos é para o louvor da glória do Senhor. Não construímos nada para nos mesmos e sim,  tudo é para o louvor da glória do nosso Deus. A cada dia, devemos buscar viver para não satisfazer a nossa carne, mas viver no espírito pelo Espírito de Deus e, assim, nosso proceder será irrepreensível.
 Não fomos chamados para alimentar a carne, nem para ser alimento da serpente.  Portanto, lutemos cabalmente contra as obras da carne que são:
(1) "Prostituição" (gr. pornéia), i.e., imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos (cf. Mt 5.32; 19.9; At 15.20,29; 21.25; 1Co 5.1). Os termos moichéia e pornéia são traduzidos por um só em português: prostituição.

(2) "Impureza" (gr. akatharsia), i.e., pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5.3; Cl 3.5).

(3) "Lascívia" (gr. aselgeia), i.e., sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12.21).

(4) "Idolatria" (gr. eidololatria), i.e., a adoração de espíritos, pessoas ou ídolos, e também a confiança numa pessoa, instituição ou objeto como se tivesse autoridade igual ou maior que Deus e sua Palavra (Cl 3.5).

(5) "Feitiçarias" (gr. pharmakeia), i.e., espiritismo, magia negra, adoração de demônios e o uso de drogas e outros materiais, na prática da feitiçaria (Êx 7.11,22; 8.18; Ap 9.21; 18.23).

(6) "Inimizades" (gr. echthra), i.e., intenções e ações fortemente hostis; antipatia e inimizade extremas.

(7) "Porfias" (gr. eris), i.e., brigas, oposição, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 1.11; 3.3).

(8) "Emulações" (gr. zelos), i.e., ressentimento, inveja amarga do sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3).

(9) "Iras" (gr. thumos), i.e., ira ou fúria explosiva que irrompe através de palavras e ações violentas (Cl 3.8).

(10) "Pelejas" (gr. eritheia), i.e., ambição egoísta e a cobiça do poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17).

(11) "Dissensões" (gr. dichostasia), i.e., introduzir ensinos cismáticos na congregação sem qualquer respaldo na Palavra de Deus (Rm 16.17).

(12) "Heresias" (gr. hairesis), i.e., grupos divididos dentro da congregação, formando conluios egoístas que destroem a unidade da igreja (1Co 11.19).

(13) "Invejas" (gr. fthonos), i.e., antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos e queremos.

(14) "Homicídios" (gr. phonos), i.e., matar o próximo por perversidade. A tradução do termo phonos na Bíblia de Almeida está embutida na tradução de methe, a seguir, por tratar-se de práticas conexas.

(15) "Bebedices" (gr. methe), i.e., descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante.

(16) "Glutonarias" (gr. komos), i.e., diversões, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo  coisas sacrificadas  a idolos e, coisas semelhantes.

As palavras finais de Paulo sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do  reino de Deus, i.e., não terá salvação (5.21; ver 1Co 6.9).  O engodo do diabo que alimenta a alma de infiéis é de que, ao ter aceito Jesus, mesmo que morra no pecado, só perde os galardões, isto não confere com as escrituras. Galatas 5:21
Como vencer o poder da carne 
Somente alguém que busca santidade vence a carne que nos assola diariamente. O homem santo vence a carne, a carnalidade, o pecado, porque sabe que não depende dele mesmo, mas de Deus. Vence porque vive os Princípios. As pessoas que vivem os Princípios não se deixam enganar pelas obras da carne. 
Seja santo e vença a carne, declarando a sua fé e vivendo um estilo de vida condigno com o Reino.
Quando você alimenta mais o seu espírito que a sua carne, a vitória sobre as obras da carne é uma certeza. Um homem de fé e uma mulher de fé podem mudar a história, por mais terrível que seja, na direção deles, quando têm a história consolidada dentro de si. Então, vencem qualquer tipo de abuso da parte espiritual da maldade. 
Você consegue vencer a carne quando está sob uma cobertura segura, sadia, santa.
Viva para Deus intensamente. Mas não viva intensamente para Ele apenas quando estiver na Igreja, na Célula, com outros irmãos, três vezes na semana... Não! Viva intensamente para Deus todos os sete dias da semana, os 30 dias do mês, os 365 dias do ano. 
Viver em santidade e viver intensamente para Deus, onde:
 No trabalho, em casa, na faculdade, na escola, no shopping, em todos os lugares e momentos e não apenas na Igreja, na Célula, garante a você estar sempre em cobertura segura e sadia. Em outras palavras, você precisa servir a Deus de verdade. Saber que é homem de Deus, que é mulher de Deus e que precisa viver como príncipe e princesa do Senhor. O homem de Deus tem a essência de Deus e vive guardado por Ele, não vive satisfazendo as obras da carne. 
O homem que vive no espírito está em cobertura segura.
Este livra sua rota da carne e se consolida no espírito. Precisamos de pessoas que tenham o Fruto do Espírito em suas vidas. Quem tem o Espírito Santo é transformado a ponto de as pessoas que caminham ao seu redor, também serem transformadas Galatas 5: 22ª26.  Deus quer nos dar a bênção de não permitirmos que as obras da carne tenham mais poder do que o viver no espírito em nós. Viver em santidade, pelo Fruto do Espírito, é a garantia que temos de que viveremos para Deus, agradando-O em toda nossa forma de viver.

Reações:
Categories: